Jane Austen e seus encantos

Estamos na semana do Dia Internacional da Mulher, por isso escolhi falar um pouco sobre minha autora favorita. Jane Austen é considerada umas das maiores romancista da literatura inglesa do século XIX. Você pode não reconhecer o seu nome, mas com certeza já assistiu ao filme “Orgulho e Preconceito”, estrelado por Keira Knightley, baseado em um dos principais romances da autora. Seus livros tratavam da rotina da época, focando principalmente na vida das mulheres e criticando de forma muito sutil e irônica a busca pelo casamento como forma de ascensão na sociedade. A riqueza literária de suas obras e a complexidade de seus personagens continuam inspirando diversos autores da atualidade.

Jane Austen (1775 – 1817) nasceu na zona rural da Inglaterra, em Hampshire. Ela começou a escrever ainda na adolescência, porém só em 1811 que seu primeiro livro, “Razão e Sensibilidade”, foi publicado, seguido por “Orgulho e Preconceito”, em 1813. Esse último devo ter lido pelo menos umas cinco vezes e sempre me envolvo na história de Elizabeth Bennet e Mr. Darcy, principalmente pela força e personalidade da heroína, que não se deixou afetar pelos padrões que a sociedade da época a impunha.

Nos anos seguintes Austen publicou diversos livros: “Emma”, “Persuasão”, “A Abadia de Northanger”, “Mansfield Park” entre outros. Todos são ótimos, no estilo livro de cabeceira que adoramos ler antes de dormir ou numa tarde chuvosa. Diversos desses livros foram transformados em mini séries e filmes. Caso não esteja inspirado em ler, vale a pena assistir alguns deles. A vida da escritora também se tornou filme, “Becoming Jane”, estrelado por Anne Hathaway, que dá vida à jovem Jane Austen.

Posso continuar por muitas linhas escrevendo sobre a autora, que me conquistou ainda na adolescência, mas vou deixar para aprofundar em cada um dos seus livros em outros posts. Apenas digo que, com certeza, essa é uma escritora que devemos conhecer.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *